Movendo Atitudes

Calendário de Eventos

Agosto 2019
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31  

Artigos

Perdoa-me por me traíres

Teatro

Perdoa-me por me traíres

Zona Sul - 25 de Agosto 2012
Perdoa-me por me traíres

No dia 23 de agosto de 2012, data do centenário de Nelson Rodrigues, o Movendo Atitudes marcou presença na apresentação do coletivo “O Anjo Pornográfico”, no Centro Educacional Unificado (CEU) Alvarenga, que fica localizado no distrito de Pedreira, zona sul.

O grupo foi criado em dezembro de 2011 com o objetivo de homenagear Nelson Rodrigues no ano em que completaria 100 anos. Seus nove componentes já haviam vivenciado os conflitos e situações criadas pelo autor em outras apresentações realizadas anteriormente e foi esse ponto em comum que os uniu nesse projeto.

A homenagem ao grande escritor começou com a escolha do nome do coletivo, que saiu de um de seus textos: "Sou um menino que vê o amor pelo buraco da fechadura. Nunca fui outra coisa. Nasci menino, hei de morrer menino. E o buraco da fechadura é, realmente, a minha ótica de ficcionista. Sou (e sempre fui) um anjo pornográfico." Nelson Rodrigues.

Contemplado pela edição 2012 do Programa de Valorização de Iniciativas Culturais (VAI), o grupo teatral Anjo Pornográfico escolheu a obra “Perdoa-me por me traíres” para produzir. Os ensaios acontecem aos finais de semana, sobretudo aos domingos, no próprio CEU Alvarenga. As apresentações iniciaram em maio e vão até novembro, tendo passado por CEU’s como o Vila Rubi (27/05), Parque Bristol (02/06), Caminho do Mar (22/07), Navengantes (04/08), Três Lagos (19/08) e Alvarenga em duas ocasiões (18/08 e 23/08). As próximas paradas do espetáculo são em:

Setembro
CEU Parque Bristol - 30/09/12 – 17h.

Outubro
Data e local à Definir.

Novembro
CEU Alvarenga -18/11/12 - 17h.

Segundo Thiago Felix, proponente do projeto, os recursos humanos e financeiros são as maiores dificuldades para quem quer desenvolver uma iniciativa cultural/artística. O Anjo Pornográfico passou por algumas mudanças em sua formação, desde quando o projeto começou a ser estruturado, o número de pessoas era maior e ao longo do tempo tiveram que adaptar o espetáculo de modo que os participantes/atores que permaneceram foram acumulando funções. Sobre os recursos financeiros, ele destaca “é preciso muita dedicação para conquistar recursos, o VAI foi uma importante conquista nesse sentido”.

Os componentes do grupo afirmam que realizaram diversas pesquisas para desenvolver os personagens e compreender os temas abordados na obra de modo abrangente. “A comunidade não estava preparada, tivemos apresentação censurada. A falta de costume do público em frequentar o teatro, a falta de maturidade em relação a temas como os quais o Nelson trata em suas obras foi percebida ao longo das apresentações. Por outro lado, houve receptividade do público pelos teatros que passamos, elogios das pessoas em relação ao repertório inquietante. As reações foram um retorno bastante positivo, vimos pessoas se emocionarem em cenas como a da masturbação por exemplo. Também tivemos Jovens interessados pelos temas, buscando entender mais a fundo. Conseguimos quebrar paradigmas e certamente causar reflexão” afirma Thiago Felix

Para quem tem um sonho de ser ator/atriz ou montar um grupo de teatro, Thiago manda um recado: “É preciso aproveitar as oportunidades, estudar muito e ser persistente”.

Quer saber mais?

Blog do Grupo Anjo Pornográfico

Curta a página do Anjo Pornográfico no Facebook

Fonte: entrevistas com membros do grupo

Vídeos

Voltar

Comentários (0)

500 caracteres restantes

Cancel or